Foi dada a largada, eleições 2018


0

A corrida eleitoral de maior relevância em nosso país irá eleger: presidente da República, governadores dos Estados, dois terços do Senado Federal, deputados federais e deputados estaduais ou distritais. Vale salientar, que, as modificações introduzidas pela Reforma Política (Lei nº 13.488), aprovada pelo Congresso Nacional em outubro deste ano; a eleição ocorrerá, em 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28 de outubro, nos casos de segundo turno.  A partir de hoje quinta-feira (16), foi dada a largada à corrida eleitoral 2018, sendo permitidos: comícios, carreatas, distribuição de material gráfico, como folders, santinhos, adesivos, cartazes, faixas e bandeiras, além da campanha por meio de som. A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão começa no dia 31 de outubro, previsto na Lei nº 9.504/1997.

A sorte está lançada a todos os postulantes a uma das vagas, aos cargos de: presidente da República, governador, senador, deputados federais e deputados estaduais.

Em Mato Grosso, dos quase 2,1 milhões de eleitores que estão aptos para irem às urnas, em outubro deste ano, 74.676 votarão pela primeira vez, terão  o gostinho de escolher seus respectivos representantes, tarefa nada fácil, em função do descrédito e, a falta de postura e honestidade por parte de alguns candidatos.

O exercício da democracia passa necessariamente pelo voto, o ato eleitoral é um dos principais meios de expressão de democracia e, nesta utilidade, está inserida a importância do processo eletivo a fim de engendrar mudanças por força do voto.

A corrida eleitoral é árdua e competitiva, porém alguns preceitos básicos devem ser levados em consideração como:  honestidade, retidão de caráter, personalidade, não figurar na lista da ficha limpa, ou Lei complementar nº. 135 de 2010, a lei torna inelegível por oito anos o candidato que tiver o mandato cassado, renunciar para evitar a cassação ou for condenado por decisão de órgão colegiado (com mais de um juiz), meso que ainda exista a possibilidade de recurso.

Em Mato Grosso, esta corrida já está acirrada, mesmo antes de sua largada, que teve início hoje (16). Algumas pesquisas de intenção de voto, para deputado estadual, foram realizadas, mostrando um quadro de instabilidade, com o surgimento de poucos nomes novos.

Entre os 24 mais bem posicionados, aparecem: Julio Campos 2,16%, Toninho de Souza 2,01%, Juca do Guaraná 1,95%, Zaeli 1,80%, Paulo Araujo 1,33% e Tiago Silva 1,25%.

Dentre os novatos, quatro deles  são oriundos da Câmara Municipal  de Cuiabá, Toninho de Souza 2,01%, Juca do Guaraná 1,95%, Elizeu Nascimento 1,56%, finalmente Paulo Araujo 1,33%.

Vale resaltar, que Elizeu Nascimento (DC), ficou na condição de suplente, na 18ª legislatura da Assembleia Legislativa (AL); legislatura esta, que obteve 45,% de renovação; esperamos que desta feita, a renovação seja maior.

Despontar, entre essa plêiade de nomes já consagrados, é motivo de orgulho e satisfação, principalmente, quando este candidato, tem origem humilde oriundo da periferia da capital, um verdadeiro emergente, conseguindo contrapor as oligarquias institucionalizadas, através do trabalho in loco, acompanhando, mutirões de limpeza, asfaltamento de bairros periféricos, entre os quais, Altos da Serra seu bairro de origem;  reporto-me ao vereador Elizeu Nascimento (DC).

 

Fonte: O Documento

Deixe um comentário