Juiz autoriza jovem que atropelou e matou manobrista da Valley a se mudar para SP para fazer faculdade


0

O jovem Juliano da Costa Marques dos Santos, que responde na Justiça por homicídio, tentativa de homicídio e embriaguez ao volante após ter atropelado e matado um manobrista da boate Valley Pub, em Cuiabá, em agosto de 2017, recebeu do juiz Flávio Miraglia Fernandes, da Décima Segunda Vara Criminal de Cuiabá, autorização para que se mude para o município de Engenheiro Coelho, em São Paulo, para cursar Psicologia.
 
Juliano foi preso no dia 7 de agosto de 2017 após atropelar e matar um manobrista da boate Valley Pub, em Cuiabá. Ele confessou que brigou com um policial federal do lado de fora do estabelecimento e que na saída, ao tentar atropelá-lo, acabou vitimando José Antônio da Silva Alves dos Santos, 23, que saia do carro de um dos clientes.
 
Ele foi solto no dia 10 de outubro do mesmo ano, após decisão da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. A soltura foi autorizada mediante pagamento de fiança no valor de R$ 20 mil.
 
A defesa do jovem havia pedido autorização para que ele pudesse se mudar para o município de Engenheiro Coelho, no interior de São Paulo, para cursar psicologia em uma universidade, a partir do dia 2 de fevereiro de 2019. O pedido foi concedido pelo juiz.
 
“Analisando acuradamente os autos, verifica-se que o denunciado regularmente está cumprindo as medidas impostas pelo E. Tribunal de Justiça de Mato Grosso, e nesta oportunidade apresenta à este Juízo comunicação de que estará mudando de endereço, com o intuito de cursar psicologia no Centro Universitário Aventista de São Paulo”.
 
Juliano, no entanto, ainda cumprirá as medidas cautelares impostas a ele na soltura. O jovem deve: declarar endereço onde pode ser encontrado (caso mude); comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades; não pode se ausentar da Comarca onde reside por mais de oito dias sem prévia comunicação ao juízo; não pode frequentar casa de prostituição, casa de jogos, e outros similares; recolher-se à sua residência no período noturno e nos finais de semana; não pode dirigir; e não pode se envolver em qualquer outro fato criminoso.

As medidas serão cumpridas na Comarca de Artur Nogueira (SP), responsável pelo município de Engenheiro Coelho.
 
O caso
 
Um jovem identificado como Juliano da Costa Marques dos Santos, de 22 anos, foi preso após atropelar e matar um manobrista da boate Valley Pub, em Cuiabá, na madrugada do dia 7 de agosto de 2017. À Polícia Militar (PM), ele confessou que brigou com um policial federal do lado de fora do estabelecimento e que na saída, ao tentar atropelá-lo, acabou vitimando José Antônio da Silva Alves dos Santos, 23, que saia do carro de um dos clientes.
 
De acordo com o boletim de ocorrência, o policial chegou ser atingido, mas não sofreu lesões. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado e esteve no local, mas José não resistiu aos ferimentos decorrentes do forte impacto e morreu antes que pudesse receber socorro. A situação foi registrada por volta de 4h30 da manhã, quando os frequentadores começavam a deixar a boate.
 
Juliano dirigia um veículo modelo Fiesta e fugiu da cena do crime em alta velocidade, sendo capturado posteriormente por policiais que atuam na região do bairro Parque Cuiabá. Preso em flagrante e visivelmente embriagado, o acusado foi submetido ao teste do bafômetro, que apontou a existência de 0,71ml de álcool por litro de sangue. Diante da situação, ele foi encaminhado ao Cisc Planalto.

Deixe um comentário