Peixes morrem em córrego e moradores denunciam usina de etanol por despejar resíduos no local


0
Foto: GC Notícias

Fonte: Olhar Direto

Moradores e proprietários de áreas ao longo do Córrego Rosana, em Sinop (482 Km de Cuiabá), entraram em contato com a Secretária Estadual do Meio Ambiente (Sema), na tarde de terça-feira (27), para denunciar a mortandade de diversas espécies de peixes que vivem na região. Segundo a denúncia, os peixes começaram a aparecem mortos no córrego após a usina de etanol de milho da Inpasa começar a utilizar o córrego para o lançamento de efluentes. A empresa começou a atuar no local há cerca de 15 dias.
 
Na manhã de quarta-feira (28), uma equipe da Diretoria da Unidade Desconcentrada da Sema foi até o local para averiguar a situação. A suspeita é de que o lançamento dos efluentes tenha alterado a qualidade da água por um extravasamento da bacia de contenção da planta industrial da usina.

O gerente da Inpasa, Flávio Peruzo, contou para o Olhar Direto que a empresa foi notificada pela Sema e que está averiguando os fatos. “Temos processos muito rígidos em relação a meio ambiente, todo um sistema muito grande de tratamento. Estamos fazendo análises e queremos esclarecer esse fato o mais rápido possível, tão pouco temos efluentes com potencial de mortandade de peixes, por isso também nos estranha muito, não faz sentido. Não tivemos acesso ao local informado, não sabemos onde é”, esclarece.

A Inpasa é hoje a maior produtora de etanol de milho da América Latina. Em novembro de 2017, a multinacional anunciou o investimento de R$ 500 milhões, segundo informações do Governo de Mato Grosso, para construir a maior usina de etanol de milho do Brasil no município de Sinop (MT).

A Sema informou através de nota que está investigando o caso e que os analistas estão coletando os materiais para constatar se há alteração na qualidade da água. O órgão afirma que irá tomar todas as medidas administrativas para apurar as responsabilidades.

Veja abaixo a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) informa que recebeu a denúncia sobre mortandade de peixes no rio Rosana e rapidamente iniciou a investigação por meio da Diretoria da Unidade Desconcentrada do município de Sinop (DUD Sinop). As apurações preliminares constataram alteração na turbidez da água e concentração de sólidos suspensos possivelmente ocasionados por um extravasamento da bacia de contenção da planta industrial da usina de etanol de milho Inpasa Agroindustrial.

Os analistas da pasta estão realizando novas coletas para identificação do material extravasado e constatar se há alteração ou não na qualidade da água. A Pasta informa que, apuradas as responsabilidades, todas as medidas administrativas cabíveis serão tomadas. Dessa forma, a Sema reitera sua missão em contribuir para o desenvolvimento sustentável do Estado e qualidade do meio ambiente.
 

Deixe um comentário