Riva diz que está com documentos de filho buscados em operação e explica que bastava Defaz pedir


0
Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Fonte: Olhar Direto

O ex-deputado estadual José Riva, pai do médico alvo de busca e apreensão em operação desencadeada nesta quinta-feira (5), afirmou ao Olhar Direto que estava com a documentação buscada pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública.
 
O ex-parlamentar, que não é alvo, mandou que um de seus funcionários encaminhasse imediatamente a documentação aos agentes logo que ficou sabendo sobre os mandados. Segundo o ex-deputado Riva, bastava a delegacia solicitar o certificado que teria acesso. O político classificou a operação como “desnecessária”.
 
A Polícia Civil cumpre na manhã desta quinta-feira (5) três mandados de busca e apreensão, dois em Cuiabá  e uma Várzea Grande, para coleta de documentação falsa usada para obtenção de certificado de título de Especialista em Medicina de Tráfego, que o médico José Geraldo Riva Junior apresentou junto ao Departamento do Trânsito de Mato Grosso (Detran). O curso teria sido realizado pela PUC do Estado de Goiás (GO).
 
A investigação é realizada pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública, que deflagrou a operação denominada “Especialista”.
 
Em ofício encaminhado pela PUC de Goiás, a instituição afirmou que não emitiu título de especialista ao investigado, pois ele não concluiu uma das disciplina do curso, encaminhando cópia do histórico escolar. Em razão dessas informações, o certificado apresentado ao Detran seria supostamente falso.
 
O certificado foi usado pelo investigado para se credenciar junto ao Detran de Mato Grosso, por meio da empresa Perimetran Perícias Médicas de Trânsito, do qual o médico é sócio, e, assim, estaria realizando exames de aptidão física e mental de candidatos a condução de veículos sem possuir os requisitos necessários para tal função.
 
As buscas visam encontrar e apreender documentos relacionados a não conclusão do curso que resultou na emissão fraudulenta de eventual certificado com título de especialista em medicina de tráfego.

Deixe um comentário