Programa de treinamento de enxadrista visa colocação de Cuiabá em ranking nacional nos próximos anos

Projeto promovido pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer é a nova aposta para o desenvolvimento do esporte em um futuro próximo

0

Um esporte democrático, que estimula o pensamento. A série o Gambito da Rainha tem dado mais visibilidade ao xadrez, principalmente ao público feminino, mas o jogo ciência também já foi destaque nos cinemas em Harry Potter e a Pedra Filosofal. Essa inserção do xadrez no imaginário infanto-juvenil tem contribuído no aumento do interesse deste público pela modalidade. Em Cuiabá, um projeto de treinamento para iniciantes, promovido pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer é a nova aposta para o desenvolvimento do esporte para que num futuro próximo, Cuiabá figure entre as capitais com representação nacional de ponta no xadrez.

A estudante Débora Oliveira, de 18 anos, por exemplo, joga há cinco anos. A funcionária pública Helena Ketheryne, de 21 anos teve o primeiro contato com o jogo aos 7 anos. Luis Rodi, mestre internacional uruguaio começou aos 12 anos e participou de seu primeiro torneio aos 15 anos. O que todos eles tem em comum? O estudo e prática do xadrez desde a infância e adolescência.

“Eu gosto bastante de ser desafiada e de provar que nós mulheres podemos competir de igual para igual com os homens”, comentou Débora. Ela e Helena são duas das cinco alunas de Luis Rodi, professor do programa de treinamento em xadrez para iniciantes e amadores, promovido pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

É apostando no desenvolvimento de uma nova geração de atletas da modalidade, que a Pasta oferece, gratuitamente, palestras técnicas para que pessoas de todas as idades incrementem seus conhecimentos no jogo ciência, todas as quintas-feiras, às 19h.

“Seguir uma carreira no xadrez, alcançar um patamar alto depende de estudo, das horas que você se dedica. No meu caso, para chegar a mestre internacional, estudei praticamente como para uma carreira universitária. São muitas horas de trabalho, muito torneios, muita prática para confirmar essa teoria. E também a experiência como treinador, pois tem gente que joga bem xadrez, mas não sabe como ensinar, passar os conhecimentos que tem para outra pessoa”, declarou o mestre internacional.

No último final de semana, Cuiabá e Campo Grande se encontraram nos tabuleiros para um duelo de xadrez entre as seleções das duas capitais. Com total de quatro rodadas, o evento aconteceu de sexta (18) a domingo (20), nas instalações do Hotel D’Luca. O encontro foi realizado com o apoio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

“Estamos plantando a semente para os próximos quatro anos. O programa de treinamento realizado pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer vem para dar uma nova roupagem ao xadrez local, para colocar Cuiabá no cenário nacional. Estamos seguindo a determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, que é de sempre buscar colocar a nossa capital em posição de destaque, inovadora, sempre a frente”, declarou o secretário da Pasta, Francisco Vuolo.

Seis tabuleiros, quatro rodadas: uma na sexta, duas no sábado e mais uma no domingo. Vencia quem fizesse a maior quantidade de pontos, somados os resultados das quatro rodadas.

O encontro foi de grande relevância para o cenário local do xadrez, tanto pela oportunidade de ganhar experiência para futuras provas, quanto para mostrar os progressos do novo programa de treinamento, coordenado pelo mestre Luis.

“Temos Cuiabá como uma cidade irmã de Campo Grande. Ficamos muito felizes de receber esse convite. Pra mim, Cuiabá é uma segunda cidade natal, uma terra que eu gosto muito e me sinto muito bem, com muitos amigos. Espero vocês em Campo Grande, para se divertir com a gente por lá, que o xadrez acima de tudo é isso, não é só ganhar, é curtir o meio”, pontuou o presidente da Federação Sul-mato-grossense de Xadrez, Ricarod Miguel Duailibi.

Depois de vencer no primeiro dia, a seleção de Cuiabá perdeu na manhã do segundo e empatou na rodada da tarde. Na última rodada, que era decisiva, Campo Grande venceu novamente e levou a melhor no torneio.

O match com Campo Grande foi um torneio preparatório de grande nível para os representantes cuiabanos, que vem se preparando para provas de caráter nacional e internacional. A primeira prova de fogo será no aberto de Florianópolis, em janeiro de 2021 e Débora e Helena estarão presentes, representando Mato Grosso.

Aulas de xadrez

A Secretaria oferece para iniciantes e amadores, gratuitamente, a possibilidade de incrementar seus conhecimentos no jogo ciência. Basta saber mexer as peças e assistir às palestras técnicas, celebradas todas as quintas-feiras, às 19h, nas instalações da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, localizada na Rua Barão de Melgaço, 3.677 – Centro Norte.

Fonte: NAIARA LEONOR – PMC 

 

Deixe um comentário