Secretaria da Mulher participa do protesto silencioso contra o assédio sexual

A manifestação surgiu do grupo “Mulheres MT” e conta também com uma série de vídeos com o tema “Até quando?”

0
Foto: Gustavo Duarte

A secretária da mulher, Luciana Zamproni, participou na manhã desta segunda-feira (18), de um manifesto silencioso, em frente ao Palácio Paiaguás, com intuito de reforçar o pedido para que o Governo do Estado exonere o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Marcos Catão Dornellas. O presidente é acusado de praticar assédio sexual contra uma ex-servidora pública.

De acordo com Zamproni, é inadmissível que um suposto assediador continue à frente da presidência do INDEA. Ela destaca que a exoneração do cargo de confiança deve ser feita para que ocorra transparência nas investigações e quanto ao cargo de servidor que seja aberto um Processo Administrativo Regular (PAD) para que seja exonerado do cargo.

“Num país onde o desemprego bate recorde todo mês, como as mulheres vão denunciar um crime de um chefe dentro de um ambiente que não tem um protocolo que proteja esta mulher, tanto em relação ao emprego quanto ao próprio assediador? Por isso estamos aqui para perguntar até quando seremos assediadas ou mortas?”, questiona a secretária da Mulher.

O movimento ainda levou algumas outras pautas em favor da luta em defesa dos direitos femininos, cobrando mais compromisso das autoridades quanto ao número cada vez maior de agressões e mortes, que têm tornado o feminicídio uma violência banal.

 

Fonte: PMC – JULIA MILHOMEM BATISTA

Deixe um comentário