“Errei, mas não sou preconceituosa”, diz socialite expulsa de festa clandestina

Liziane Gutierrez viralizou nas redes sociais após xingar policiais e mandá-los procurarem bandidos "na favela"

0
Reprodução

No Domingo Espetacular desta semana, a socialite Liziane Gutierrez , expulsa de uma festa clandestina no Jardins, bairro nobre de São Paulo, se defendeu da polêmica que se  envolveu ao xingar policiais e pedir para que eles fossem para a “favela”. 

“Eu não tenho culpa de não ter sido presa”, diz ela, que concedeu a entrevista ao jornalista Roberto Cabrini. No caso, ela poderia ter sido presa por desacato, mas foi liberada.

Recuperando-se de uma cirurgia plástica, com a cabeça enfaixada, ela se defendeu das acusações que sofreu, pelos comentários que fez em vídeo. “Errei, admito. Mas não sou preconceituosa”, disse.

No último sábado, 10, a advogada e modelo Liziane Gutierrez  se revoltou com agentes de uma blitz que encerrava uma festa clandestina em que ela estava no Jardins, bairro nobre de São Paulo. Um vídeo do momento circula nas redes sociais (veja abaixo). No perfil dela, a socialite comentou a repercussão e disse ter errado. A festa tinha pelo menos 500 pessoas , muitas delas sem máscara de proteção contra a Covid-19.

“Eu sou sincera, sempre fui e sempre vou ser, tô mal por essa situação, por ter errado e por ter vídeos fora do contexto. Hoje, às 19h vou fazer uma live e a gente conversa, deixem eu me explicar depois vocês me criticam”, escreveu a socialite no Instagram.

Fonte: IG

Deixe um comentário