Cuiabanos que trabalham com vendas por aplicativos amargam prejuízos e estudam mudanças de redes sociais


0
Reprodução

Facebook, WhatsApp e Instagram são redes sociais aliadas para pequenos empreendedores que optam por utilizá-las para realizar vendas, sem depender de taxas de aplicativos de entrega. Com a queda das redes de Zuckerberg nesta segunda-feira (4), os cuiabanos relatam dificuldades em realizar suas vendas, que estão praticamente paradas.

Letícia Gonçalves, do Queijo de Casa, explica que ela e sua mãe Karla estão paradas nas vendas desde que as redes sociais ficaram fora do ar. “A gente não está conseguindo trabalhar. Alguns clientes estão ligando para agendar para amanhã. (…) Estamos totalmente off. Não tem como trabalhar”, conta em entrevista ao Olhar Conceito.

Sem realizar vendas, mãe e filha se organizam para a próxima terça-feira (5). Com expectativa da volta dos aplicativos até lá, elas esperam que o número de vendas cresça já que muitos não conseguiram realizar pedidos nesta segunda, então trabalham para que o estoque de queijos disponíveis ao público seja maior. Se o WhatsApp não voltar, porém, há a possibilidade de prejuízo.

A paralisação também se aplica a Carol’la Massas, loja online especializada em massas artesanais. Enquanto alguns clientes optaram por ligar pessoalmente, Ruth decidiu ir para o Telegram, mas não pretende fazer a migração total para o aplicativo porque ainda aguarda o retorno das redes sociais de Mark Zuckerberg.

“Não estou utilizando para vendas, estou esperando. (…) Se migrar, tenho que mudar um monte de coisas. Então vou segurar para ver se volta até o final da tarde. Se não voltar, preciso tomar providência: começar a trabalhar pelo Telegram. Por enquanto, está tudo parado”, conta ao Olhar Conceito.

Pane nas redes

Brasileiros e inúmeras pessoas ao redor do mundo estão há cerca de três horas sem acesso ao Facebook, Instagram e WhatsApp nesta segunda-feira. No Twitter, o Facebook notificou que sabe os problemas enfrentados, mas até a publicação desta matéria as redes sociais de Mark Zuckerberg ainda estão fora do ar, deixando milhões de usuários sem respostas.

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para voltar ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, pediu desculpas o Facebook.

É especulado por diversos sites nacional, como Tilt, da UOL, que o problema enfrentado pelas redes sociais de Mark Zuckerberg está relacionado ao DNS (Domain Name System, ou Sistema de Nomes de Domínios em tradução livre), um protocolo que comunica o endereço nominal “www.olharconceito.com.br”, por exemplo, com o número de IP. Quando há falha nos servidores, o IP fica inacessível.

O site DownDetector aponta que as reclamações referentes a instabilidade do Facebook começaram por volta das 11h30, atingindo o pico de mais de 126 mil impugnações. Já em relação ao WhatsApp, as reclamações chegaram a 30 mil ao meio-dia e no Instagram são mais de 99 mil no mesmo horário.

Fonte: Olhar Conceito

Deixe um comentário