Frente parlamentar dos caminhoneiros diz que nem voucher de R$ 5 mil resolve problema da categoria

Deputado da frente parlamentar dos caminhoneiros defende a suspensão da política de paridade de importação da Petrobras

0
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

BRASÍLIA – Após o governo passar a considerar um valor de até R$ 1 mil mensais para o “voucher” a caminhoneiros, o líder da Frente Parlamentar da categoria no Congresso, Nereu Crispim (PSD-RS), disse que “nem R$ 5 mil resolvem”. O deputado defendeu que o presidente Jair Bolsonaro suspenda a política de preços de paridade de importação (PPI) da Petrobras, que leva em conta a variação do dólar e o valor do barril de petróleo no mercado internacional para definir os preços dos combustíveis.

FONTE:MSN

Deixe um comentário