Dema apreende 42 litros de produtos tóxicos em desacordo com a legislação


0

Quarenta e quatro galões com produto líquido de combustão ilegal foram apreendidos pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), da Polícia Judiciária Civil, na tarde de terça-feira (17.04), durante diligências para apurar denúncia sobre venda clandestina de combustível.

A ação deflagrada na região do município de Santo Antonio do Leverger (34 km ao Sul) resultou também na prisão de um homem de 43 anos, pelo crime praticado contra o meio ambiente.

O suspeito foi conduzido e autuado em flagrante no artigo 56 da Lei 9.605/98 (produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos). Foi aplicada fiança um salário mínimo e ele liberado.

O flagrante ocorreu após a Dema receber informações e encaminhar uma equipe até o endereço denominado “Vila Cristina”, na Rodovia BR 364, proximidades do município de Santo Antonio do Leverger, para apurar a situação.

O local é uma borracharia, em que havia suspeita do dono estar comprando  combustível de caminhoneiros e revender no estabelecimento. Ao ser surpreendido, o proprietário da borracharia foi perguntado sobre armazenamento de combustível, e ele acabou afirmando que mantinha vários galões de diesel no local.

Foram encontrados 27 galões, com 20 litros de diesel comum cada; 11 galões com 20  litros de diesel S10 cada; 2 galões de 20 litros de óleo lubrificante; 3 galões de 20 litros do reagente arla, 1 galão de 5 litros de óleo lubrificante, além de mais 96 galões de 20 litros vazios.

Diante do flagrante os galões foram apreendidos. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada e o responsável pela borracharia foi conduzido à Dema.

Deixe um comentário