Cientista político diz que crescimento de Nilson em Cuiabá o consolidou na pesquisa


0

O cientista político Bruno Soller, do Instituto Real Time Big Data, apontou o crescimento do candidato a senador Nilson Leitão (PSDB) em Cuiabá e o voto consolidado dele no norte do Estado como os principais motivos para a ascensão do tucano na pesquisa divulgada nesta semana, pelo instituto, em que Nilson aparece empatado tecnicamente em primeiro lugar com Jayme Campos (DEM).

“O Nilson cresce bem em Cuiabá, é interessante, ele briga hoje de igual para igual com o procurador Mauro (PSOL) e com a juíza Selma (PSL), e tem um voto muito consolidado em Sinop, o que o faz crescer e entrar na disputa diretamente pelo primeiro lugar”, disse o cientista político.

Bruno diz também, que a tendência é o crescimento de Nilson Leitão, e por consequência, ele poderá assumir a liderança da disputa. 

Pesquisa

A primeira pesquisa eleitoral em todo o Estado após as convenções estaduais, apresentou Nilson Leitão (PSDB) tecnicamente empatado na liderança ao lado de Jayme Campos (DEM).

Até então, Jayme Campos vinha liderando as pesquisas com distância considerável, tendo Selma Arruda como segundo colocada e Nilson Leitão em terceiro.

Porém na pesquisa, divulgada na noite desta terça-feira (14) pela TV Cidade Verde, Nilson Leitão (PSDB) apareceu com 16% das intenções de votos, enquanto Jayme Campos, do DEM, tem 17%. 

Selma Arruda e Procurador Mauro (PSOL) aparecem atrás, com 9% cada. O deputado federal Adilton Sachetti, do PRB, aparece com 7%, enquanto Carlos Fávaro (PSD) têm 6%.

A ex-reitora da UFMT, Maria Lúcia (PCdoB), aparece com 3%, seguida pelo candidato do Novo, Waldir Caldas, que tem 1%.

Votos brancos, nulos ou que não sabem em quem votar representam 9% do total, enquanto que o número de indecisos chega a 23%.

A pesquisa foi realizada pela Real Time Big Data, onde foram entrevistadas 1.004 pessoas entre os dias 08 e 09 de agosto. O nível de confiança é de 95% e está registrada com o número: MT-01202/2018.

 

Fonte: O Documento

Deixe um comentário