Vídeo mostra desespero de pessoas e juiz baleado durante audiência em Fórum


0

Um vídeo da câmera de segurança do Fórum de Vila Rica (1.268 quilômetros de Cuiabá) mostrou o desespero das pessoas que lá estavam na tarde da última segunda-feira (01), quando um réu, identificado como Domingos Barros de Sá, baleou o juiz Carlos Eduardo de Moraes e Silva, durante uma audiência. Nas imagens, também é possível ver o momento em que o magistrado sai correndo da sala. O criminoso acabou morto por um policial militar.

Nas imagens, é possível ver o momento em que uma pessoa sai correndo de dentro da sala de audiência, desesperada. Logo depois, outras pessoas também saem. No mesmo instante, um policial militar retorna correndo ao local, após ouvir a gritaria e o barulho de tiro.

Não é possível saber se foi neste instante que o policial atingiu o criminoso. Porém, é o maís provável segundo a versão da corporação.

Logo em seguida, o juiz também é uma das pessoas que sai correndo de dentro da sala de audiência, já ferido no braço. Mesmo atingido, ele consegue conversar com uma servidora do Fórum e os dois se escondem em uma outra sala. 

A policial militar e seu companheiro de farda também procuram uma posição de proteção e aguardam reforço em uma porta próximo ao local onde o bandido foi morto.

O caso

De acordo com informações preliminares, levantadas junto aos servidores da comarca, o juiz havia acabado uma audiência de custódia, quando um advogado adentrou à sala seguido pelo agressor. O homem sacou a arma escondida e ameaçou o promotor de justiça. O magistrado interveio na situação e após se aproximar dele entrou em luta corporal, em seguida houve o disparo. A polícia disparou contra o agressor, que não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.  
 
O juiz Carlos Eduardo foi encaminhado para o Pronto Socorro do município que fica próximo ao fórum. Depois de constatado o quadro clínico estável, o magistrado foi encaminhado ao hospital de Palmas/TO (à 480 km de distância) – o mais próximo de Vila Rica – para cirurgia de retirada do projetil.

Fonte: Olhar Direto

Deixe um comentário