“Queriam usar o partido para fazer acordo com Emanuel”, diz Medeiros sobre suposta debandada do Podemos


0
Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Fonte: Olhar Direto

O deputado federal José Medeiros, presidente do Podemos em Mato Grosso, negou que membros do partido estejam deixando a legenda por conta de chegada de Niuan Ribeiro, que assumiu o Diretório em Cuiabá e foi lançado pré-candidato a prefeito da Capital. Segundo o deputado, o que ocorreu foi a desistência de um grupo de pessoas que, segundo ele, pretendiam se filiar ao Pode para construir uma aliança com o grupo do atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB).

“Isso é só conversa fiada do Max [Russi], é moage. É um grupo de ‘malas’ que chegou aqui no partido querendo formar uma chapa, nem tinham filiado ainda, mas a gente aceitou conversar com eles. Alguns deles até tinham filiado, mas o que eles queriam era usar o partido para fazer acordo com o Emanuel. E quando viram que nós vamos ter candidatura própria, abriram fora. Mas a maioria deles nem estava filiado, estão querendo criar factoide”, garantiu Medeiros.

Conforme divulgado pelo Olhar Direto, o deputado Max Russi (PSB) afirmou que pelo menos 30 filiados do Podemos estavam conversando com o PSB, partido que é comandado por ele, em razão da chegada de Niuan. O deputado disse, inclusive, que há futuros candidatos a vereador no grupo de insatisfeitos.

“Tem um grupo do Podemos que está saindo com a filiação do Niuan. São candidatos à vereador, algo em torno de 30 nomes, que já procuraram o PSB e provavelmente vão se filiar ao partido”, disse o parlamentar, na ocasião.

Max também revelou que as novas filiações devem acontecer em evento no final deste mês, com a presença do presidente do Diretório Nacional, Carlos Siqueira.

Deixe um comentário