Aeronave com empresário e advogada bate em cachorro durante decolagem e faz pouso forçado;


0
Foto: Reprodução
Fonte: Olhar direto

Uma aeronave de pequeno porte precisou fazer um pouso forçado, na manhã desta quarta-feira (16), no Aeroporto Municipal de Tangará da Serra (244 quilômetros de Cuiabá), após bater em um cachorro durante a decolagem. O piloto precisou ficar cinco horas no ar para gastar combustível, até que trouxe a aeronave de volta à pista sem maiores problemas.

Segundo as informações do Corpo de Bombeiros, a aeronave pertence a um grupo que mexe com tratores em Tangará da Serra. Nela, estavam o piloto, um empresário e a advogada da empresa. Todos seguiam para Pontes e Lacerda.

A decolagem aconteceu por volta das 05 horas, quando o avião começou a levantar voo. No momento em que deixava o solo, um cachorro entrou na pista e houve uma colisão com o trem de pouso traseiro. Como já estava na fase final do procedimento, o piloto continuou a subir e teve de ficar cinco horas rodando a cidade para queimar o combustível, já que o tanque estava cheio.

Neste meio tempo, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) acionaram um plano de emergência. Quando a aeronave estava com 80 litros de combustível no tanque, o piloto então decidiu realizar o pouso forçado.

A aeronave tocou o solo de barriga e foi acompanhada pelo caminhão do Corpo de Bombeiros, que não precisou atuar. A perícia do piloto foi primordial para que tudo ocorresse da melhor forma. Ninguém ficou ferido, apesar do susto.

O cachorro, segundo o Corpo de Bombeiros, sobreviveu ao acidente.



Deixe um comentário