Governo brasileiro não reconhece eleição de Evo Morales na Bolívia


0
© Sergio Lima/Poder360

Fonte: Msn

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil anunciou nessa 6ª feira (24.out.2019) que não reconhece, por enquanto, a reeleição de Evo Morales ao cargo de presidente da Bolívia. A afirmação foi feita pela conta oficial da pasta no Twitter. No post, o Itamaraty afirmou que o “Brasil não reconhecerá, neste momento, qualquer anúncio de resultado final”.

© Fornecido por Poder360 Jornalismo e Comunicação S/S LTDA.

Com 99,99% das urnas apuradas, os resultados das eleições na Bolívia dão a vitória a Evo Morales. O atual presidente contabiliza 47,07% dos votos; Carlos Mesa, seu principal opositor, 36,51%. A diferença entre os candidatos é de 10,56% pontos percentuais. Pela legislação eleitoral boliviana, para vencer no 1º turno, é preciso conquistar mais de 40% dos votos com pelo menos 10 pontos de diferença do 2º colocado.

As eleições presidenciais bolivianas foram realizadas no último domingo (20.out), e a apuração foi 1 processo controverso. Em cenário polarizado entre Evo Morales e Carlos Mesa, não faltaram acusações de ambos os lados. Morales acusou Carlos Mesa de delinquente. Carlos Mesa afirma que Morales fraudou o pleito.

A OEA (Missão de Observação da Organização dos Estados Americanos) apontou problemas como a falta de segurança no armazenamento das urnas e a suspensão da apuração e defendeu a realização de 2º turno no país, devido à pouca diferença de votos entre os candidatos.

Caso haja 2º turno, ele deve ser em 15 de dezembro. A posse está marcada para 22 de janeiro de 2020.

Deixe um comentário