Cuiabá Esporte Clube nega que estaria negociando contrato com goleiro Bruno


0
Foto: TJMG

Fonte: Olhar direto

O Cuiabá Esporte Clube negou que tem interesse na contratação do goleiro Bruno Fernandes, que já foi condenado a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação do cadáver de Eliza Samudio. Circulou nacionalmente a informação que Bruno estaria negociando seu retorno ao futebol profissional com três clubes, entre eles o Cuiabá.

Bruno ficou nove anos preso pela morte de Eliza Samudio e deixou a prisão em julho de 2019, após conseguir na Justiça a progressão de regime para o semiaberto. Em agosto de 2019 ele assinou contrato com o Poços de Caldas F.C., porém deixou o clube dois meses depois.

Sites nacionais haviam divulgado que o goleiro Bruno estaria agora negociando com os times Tupi, de Juiz de Fora em Minas Gerais, Fluminense de Feira de Santana, na Bahia, e o Cuiabá Esporte Clube. Bruno precisaria da autorização da Justiça para deixar a cidade de Varginha (MG), onde tem mantido uma rotina de treinos.

O Cuiabá Esporte Clube divulgou uma nota em seu perfil no Instagram dizendo: “A diretoria do Cuiabá Esporte Clube desmente qualquer interesse na contratação do goleiro Bruno. A notícia vem sendo veiculada em vários sites, mas não corresponde aos interesses do Dourado”.

Deixe um comentário