Justiça barra exposição de depoimento de ex-governador Silval na mídia


0
Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Fonte:Olhar Direto

O ex-governador Silval Barbosa conseguiu na justiça o direito de prestar seu depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga suposta quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) não tenha cobertura da imprensa e nenhuma exposição na mídia.

A defesa do ex-governador havia entrado com um Habeas Corpus pedindo pela discrição em sua ida a Câmara Municipal, alegando que a nova aparição pública na mídia traria muito desconforto em todo Estado e mais uma vez iria expor sua família.

A liminar para que ‘não tenha seu direito a imagem exposto indevido na CPI’ foi concedida pela juíza Ana Cristina Mendes, substituta da Sétima Vara, nesta sexta-feira (28).

“Contudo, não se pode aquiescer que o indivíduo cooperador seja diuturnamente exposto à repercussão midiática desnecessária, visto que se trata de reoitiva do Colaborador em decorrência da anulação da Resolução nº 15, de 16.11.2017 e da determinação do reínicio dos trabalhos da CPI a partir da edição de nova Resolução, conforme sentença proferida nos autos do Mandado de Segurança nº 1006638-96.2018.811.0041”, diz trecho do despacho.

Silval, que sempre esteve colaborando com a justiça e com o legislativo desde que firmou um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR) em 2017.

Ele irá até a Câmara Municipal de Cuiabá responder questionamentos dos vereadores sobre o esquema de ‘mensalinho’ aos deputados estaduais da 17ª legislatura na próxima terça-feira (3).

O seu ex-chefe de gabinete Silvio Correa prestou esclarecimentos ao legislativo cuiabano na semana passada e confirmou que todos os deputados citados na delação premiada participavam do esquema de corrupção

Deixe um comentário