Lagoa do Jacaré recebe mutirão de limpeza

Várias ações já foram realizadas na área, tanto pelo poder público, como órgãos não governamentais, porém o problema continua, o que tem exigido da administração municipal a realização de força-tarefa envolvendo equipes de diversos setores

0
Secom VG

Considerada uma das mais importantes áreas de preservação ambiental – a Lagoa do Jacaré, localizada na região do grande Cristo Rei – tem sofrido com a falta de conscientização de pessoas e empresas que continuam realizando no local, descarte de todo tipo de resíduo, comprometendo o visual, bem como causando a poluição e a degradação do meio ambiente.

Várias ações já foram realizadas na área, tanto pelo poder público, como órgãos não governamentais, porém o problema continua, o que tem exigido da administração municipal a realização de força-tarefa envolvendo um esforço maior das equipes das secretarias de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Viação e Obras, e Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural e Sustentável.

O coordenador da Administração Regional do Cristo Rei, Aluizio Fernandes, explicou que com o suporte de máquina de grande porte (retroescavadeira), a Prefeitura Municipal deu início na manhã de hoje (15) a um mutirão de limpeza no local e segue até sexta-feira (17), quando serão concluídos os trabalhos. “Além de esforço físico é necessário o uso de tratores e caminhões para a coleta e transporte dos materiais descartados no local. Esse trabalho tem sido realizado em um curto período de tempo em função da falta de conscientização de pessoas e empresas que estão usando esse ponto como bolsão de lixo. Essas ações comprometem o cronograma de trabalho da secretaria de Serviços Públicos e Viação e Obras que poderiam estar executando obras e serviços em outras regiões, não menos importante que a Lagoa do Jacaré”.

O gestor lembrou que várias ações já foram realizadas neste local, em parceria com os moradores, alunos e professores da UFMT, Rotary Club, além de voluntários de diversos setores, porém o resultado não tem sido satisfatório. “Se não houver o comprometimento de todos e a punição de pessoas que contribuem com esse ato criminoso a questão não será resolvida”, lamentou.

Aluizio Fernandes atesta que o município tem feito vários investimentos no setor, mas que o problema vem se alastrando há anos. “Esta já é a quarta ação realizada nesta localidade apenas neste ano de 2021.

Muitas ações já foram feitas e o resultado não tem sido satisfatório, porém se não houver comprometimento de todos, implementação de investimentos em infraestrutura, conscientização da população e punição das pessoas que contribuem com esse ato criminoso, a questão não será solucionada”, explicou o secretário de Meio Ambiente, Fernando da Silva Sé. “Desde o início do ano, equipes da Secretaria de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana e Viação e Obras vêm atuando nesta localidade. O poder público faz a sua parte, mas também necessita do apoio dos moradores que devem fazer o dever de casa e de, também, serem os fiscalizadores de ações provocadas por terceiros, que contribuem para a poluição de uma área de preservação tão importante para a região do grande Cristo Rei”.

Assim que o trabalho for concluído na região, equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural e Sustentável estarão se reunindo com os moradores para traçarem um novo planejamento estratégico para serem colocados em prática na área de preservação ambiental da Lagoa do Jacaré.

 

Fonte: Secom VG

Deixe um comentário