No dia mundial da limpeza, Prefeitura de Cuiabá e voluntários retiram quase 9 toneladas de lixo do rio Coxipó


0

A Prefeitura de Cuiabá participou da ação de  limpeza do projeto Dia Mundial da Limpeza, que recolheu cerca de nove toneladas de resíduos sólidos  nas margens e no leito do rio Coxipó, na região do Distrito do Coxipó do Ouro, na manhã do último sábado (18).

O prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro, designou secretários Oscarlino Alves (Turismo), Renivaldo Nascimento (Meio Ambiente), Vanderlúcio Rodrigues (Limburb), JulianoCoutinho (subprefeito) e o vice-prefeito e secretário de Obras, José Roberto Stopa, para participarem do projeto para preservação do rio Coxipó.
O secretário de Turismo, Oscarlino Alves, lamentou a falta de educação e consciência de alguns frequentadores que usufruem do rio  para lazer. O acúmulo de lixo durante os finais de semana é assustador. “E não adianta, toda a semana a Prefeitura de Cuiabá, por meio do programa Cata Treco retira desse espaço onde a população vem para tomar banho, toneladas de lixo, como garrafas, fraldas descartáveis  Falta consciência de alguns, porque este local pertence a população e por isso, é preciso cuidarmos para as próximas gerações. Aqui é um atrativo turístico e o prefeito Emanuel Pinheiro prepara uma evolução para este setor na nossa cidade”, comentou ele.
O presidente da Associação do Coxipó do Ouro, Thiago Pedroso,  lembra que a data se comemora o dia o  Dia Mundial da Limpeza, e um grupo de voluntários do Lions Clube, escoteiros  e população, decidiram  realizar uma limpeza no rio Coxipó. Essa é a primeira ação e queremos fazer ao menos duas vezes por ano de  seis em seis  meses, juntamente com uma parceria com a Prefeitura de Cuiabá, com o programa Cata Treco e com a Pasta do Turismo para fomentar a região”, concluiu.
Ação social contra a poluição

O Dia Mundial da Limpeza é um evento que envolveu mais de 50 milhões de pessoas em 180 países no ano passado. Trata-se de uma ação social global destinada ao combate de toneladas de lixo descartadas de modo incorreto no meio ambiente de todo o planeta.

O Brasil tem 12% da reserva de água doce do mundo e mais de 70% das reservas hídricas do país se concentram na Amazônia, segundo dados da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico. Nas últimas décadas, o desmatamento de encostas e das matas e o uso inadequado dos solos têm contribuído para a diminuição dos volumes e da qualidade da água, bem natural insubstituível na vida do ser humano.

(Com informações Agência Brasil).

Deixe um comentário