Advogado de Mato Grosso, que produz e armazena pornografia infantil, tem a sua OAB suspensa

0
15
Foto: Reprodução
ALMT TRANSPARENCIA

Na sexta-feira (1o), o advogado T.F. de M., de 32 anos, foi detido por suspeitas de armazenar e produzir vídeos de pornografia infantil. Ele havia sido preso no primeiro momento da Operação Vulnerable, da Polícia Federal, em Confresa, mas foi liberado após uma audiência de custódia.

No entanto, ao analisar o material apreendido, a Polícia Federal encontrou diversos vídeos produzidos pelo próprio advogado, dentre eles, um que mostra o abuso sexual de uma criança que, supostamente, teria sido estuprada.

A OAB-MT divulgou uma nota em que a decisão foi proferida pelo presidente do Tribunal de Ética e Disciplina (TDP), Jorge Jaudy. A medida tem validade até a realização da sessão especial de julgamento, que deverá ser realizada em 15 dias úteis, a partir da notificação do representado, garantindo o contraditório e a ampla defesa.

Na sexta-feira (1), ao tentar cumprir o mandado, o investigado fugiu para Goiânia (GO) Os agentes, auxiliados pela FICCO-GO, lograram êxito na execução do mandado. Ao deixar a comarca de Confresa, o advogado violava a medida cautelar de proibição de se afastar da jurisdição.

Após a detenção, o preso foi conduzido ao presídio, onde aguardará o julgamento e responderá pelos crimes de estupro de vulnerável e produção de cenas de sexo explícito envolvendo crianças ou adolescentes (artigos 217-A do Código Penal e 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente).

 

 

Fonte: Informações/ Olhardireto