Cuiabá abre quatro de vantagem, mas cede vaga na final da Copa Verde para o Vila Nova

0
64
Foto: AssCom Dourado
CAMARA VG

O Cuiabá precisava de pelo menos três gols em cima do Vila Nova para avançar direto à sua terceira final da Copa Verde, e chegou a abrir quatro gols, mas não segurou a vantagem neste sábado (11), na Arena Pantanal. No segundo tempo, o time goiano reagiu e marcou dois gols, deixando tudo igual no placar agregado (4 a 4). A decisão foi para as penalidades e o Vila levou a melhor, por 4 a 2.  Lucas Fernandes abriu o marcador com um golaço, Isidro Pitta fez dois e o zagueiro Alysson deixou o dele. Juan Cristian diminuiu com um belo gol e João Lucas fez o segundo para empatar.

Na competição, o Auriverde soma dois troféus em duas viradas históricas (2015 e 19), e chegou perto do terceiro, que seria disputado contra o velho conhecido Paysandu. Porém, não segurou a vantagem de 4 gols e cedeu a vaga na final.

Na ida do mata-mata desta semi, a esquadra cuiabana recém comandada pelo português Petit largou com derrota para o Vila Nova, que abriu 2 a 0 no dia 17 de abril, em Goiânia.

O time de Petit, que naquela oportunidade estava sem treinador oficial, precisava reverter o resultado para avançar. Consciente e já com postura ofensiva, “deitou” no primeiro tempo e não deixou o adversário goiano ver a cor da bola. Abriu 4 a 0, mas reduziu a intensidade na segunda etapa e viu o Vila marcar dois.

Lucas Fernandes começou a virada aos 23 minutos, quando fez linda jogada individual pela linha de fundo, invadiu a área e, cara a cara com o goleiro Dênis Júnior, deu uma cavadinha sutil e marcou um golaço.

O paraguaio Isidro Pitta ampliou após receber lindo passe de Lucas Fernandes, que o deixou livre nas costas da defesa, livre contra Dênis. O centroavante não desperdiçou e chutou colocada pro fundo das redes.

Aos 36 veio a nova virada em busca de mais um troféu na Copa. Em jogada de escanteio, Allyson ficou livre, aproveitou cruzamento de Lucas Fernandes e cabeceou forte para marcar o terceiro.

Deu tempo de Pitta marcar mais um, aos 16 do segundo tempo, com mais uma assistência do meia Lucas Fernandes. O paraguaio saiu de novo livre contra o goleiro e bateu cruzado no cantinho.

Com um belo gol, Juan Cristian diminuiu. O camisa 70 fez boa jogada individual, deixou o marcador pra trás e invadiu a área. Ele chutou firme e rasteiro, sem chances para o goleiro Mateus Pasinato.

Juan Cristian participou do segundo, ao dar assistência para João Lucas dentro da área. O camisa 7 tirou a marcação e bateu no canto, sem chances para o arqueiro auriverde.

Com tudo igual no agregado (4 a 4), a semi foi decidida nas penalidades, com o Vila levando a melhor por 4 a 2. Agora, o Tigrão desclassificou o Dourado e se prepara para enfrentar o Paysandu. A decisão ainda não tem uma data definida pela CBF.

 

 

Fonte: Informações/ Olhardireto