Silval afirma que Eder Moraes e Romoaldo Junior receberam propina de empresas responsáveis por obras na Arena Pantanal

0
228
Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto
ALMT TRANSPARENCIA

Olhar Direto

O ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), disse em depoimento de delação premiada, que o ex-secretário de Fazenda, Eder Moraes firmou um acordo de propina com a Mendes Júnior Trading e Engenharia S.A., empresa que venceu a licitação para as obras na Arena Pantanal, que previa o pagamento de 3% do valor da obra, pela empresa, em cada etapa concluída. Silval ainda disse que o deputado estadual Romoaldo Junior (PMDB) recebeu propina da empresa responsável pela iluminação da Arena.

As informações foram divulgadas em reportagem do Jornal Nacional desta segunda-feira (21). Na delação, o governador Silval Barbosa disse que depois que a Mendes Junior venceu a licitação, a construtora foi procurada por Eder Moraes, então secretário de Fazenda. Neste encontro foi acertado que a empresa faria o pagamento de 3% da obra em cada etapa concluída. De acordo com Silval, o esquema teria sido mantido também pelo ex-secretário da Secopa, Mauricio Guimarães.

O ex-governador também disse que o deputado Romoaldo Junior (PMDB), recebeu propina da Canal Livre Comércios e Serviços, empresa responsável pela iluminação da Arena. Parte do dinheiro, cerca de R$ 200 mil a R$ 300 mil, era repassado pelo deputado ao ex-governador. De acorco com Silval, o dinheiro seria usado para pagar dívidas e bancar campanhas eleitorais. Eder Moraes e Romoaldo Junior negaram as acusações.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here