Com gol de Diego, Flamengo vence o Botafogo por 1 a 0 e está na final da Copa do Brasil

0
238
Reprodução
CAMARA VG

Deu Flamengo. Entre erros e acertos, faltas duras e emoção, venceu o time que mais correu atrás. Venceu o Flamengo. No Maracanã de mais de 53 mil torcedores, o Rubro-Negro derrotou ontem o Botafogo por 1 a 0, gol de Diego, e se classificou à final da Copa do Brasil.

Na decisão, nos dias 7 e 27 de setembro, o Flamengo enfrentará o Cruzeiro que eliminou o Grêmio, no Mineirão, em uma emocionante disputa de pênaltis. O sorteio dos mandos de campo da final será hoje.

O duelo de ontem contrapôs dois times cautelosos. O Flamengo, um pouco mais insinuante, esbarrava ora no último passe, ora na habilidade do Botafogo em se fechar nos momentos alarmantes. Qualquer que fosse o placar do primeiro tempo, vitória para um time ou o outro, não teria sido injusto. Como também não foi o 0 a 0.

 

Berrío domina a bola, marcado por Victor Luis. Colombiano fez a assistência para o gol de Diego
Berrío domina a bola, marcado por Victor Luis. Colombiano fez a assistência para o gol de Diego Foto: Marcio Alves / Extra

 

O Botafogo teve, justiça seja feita, a melhor chance, aos 2 minutos, quando Guilherme finalizou com uma cabeçada errada, por cima. Guerrero, de volta a campo após contusão, respondeu aos 13 minutos no canto, mas Gatito defendeu com mérito.

— Eles se fecham bem. É característica do Botafogo — resumiu Juan, no intervalo.

— Fui infeliz, a bola acabou subindo — desculpou-se Guilherme.

No segundo tempo, o Flamengo aumentou a pressão, mas o primeiro protagonista foi o árbitro Wilton Sampaio. Se os rubro-negros reclamaram de desvio de Marcelo com a mão, na área, os alvinegros pediram a expulsão de Cuéllar e Rodinei.

Um drible espetacular de Berrío em Victor Luís, aos 25 minutos, tirou do árbitro o papel de destaque. Diego recebeu o cruzamento e venceu o goleiro Gatito.

A comemoração foi arrematada com uma festa pela entrada de Vinícius Júnior no lugar de Berrío. E vai continuar até 27 de setembro. Ou, talvez, até 28…

— Um gol nesse jogo tem um peso muito grande — descreveu Diego, o herói.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here