Ladrões furtam itens utilizados em projeto de inclusão literária

0
207
Foto: Reprodução
CAMARA VG

Midia News

Bandidos invadiram a casa do historiador Clóvis Matos, criador do projeto Inclusão Literária, nesta quinta-feira (24), e levaram objetos utilizados nas ações sociais.

Eles entraram na casa do historiador, no bairro Boa Esperança, de madrugada, enquanto ele dormia. Clóvis só notou o crime durante a manhã.

Segundo o boletim de ocorrência, o invasor saltou o muro da frente, mesmo com cacos de vidro, abriu a porta da frente da residência sem arrombar, depois fez o mesmo com a porta da cozinha. Após o crime, saiu pela porta da sala, que ficou destrancada.

Todas as fechaduras foram abertas sem forçar, com exceção ao portão, cujo cadeado foi arrombado, porém o ladrão o deixou de forma a ficar imperceptível sua entrada.

Foram levadas uma TV de 32 polegadas, uma rede de dormir e uma caixa de ferramentas.

Reprodução

Clóvis Matos

Clovis Matos afirmou que sua resposta será dar continuidade ao projeto

Em sua página pessoal do Facebook, Clóvis Matos contou sobre a “visita” que recebeu e lamentou o ocorrido.

“É difícil trabalhar e os ladrões levarem. Já não basta o que nos levam nos caríssimos impostos que pagamos”, escreveu.

Apesar do furto, o historiador disse ao MidiaNews que sua resposta para o crime será dar continuidade ao projeto

“Amanhã estarei em um evento na Chapada, domingo na Orla no Porto e dia 2 no Shopping de Várzea Grande. Estas são as minhas respostas”, disse.

O projeto

O Inclusão literária é conhecido nacionalmente como um dos maiores projetos de incentivo a leitura do Brasil. Nasceu há 12 anos e já distribuiu cerca de 50 mil livros para a população do interior de Mato Grosso.

Clovis criou o projeto, para incentivar a leitura e doar livros para quem não pudesse comprar. Com sua famosa camionete “Furiosa”, ele leva cultura e conhecimento à população rural de Mato Grosso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here