Com clima mais ameno, 23ª Corrida Homens do Mato da Polícia Militar conta com a participação de 2 mil competidores

Prova foi realizada na manhã deste domingo (19) pelas ruas de Cuiabá.

0
Foto: Soldado Elias/CCSMI-PMMT

A Polícia Militar de Mato Grosso reuniu, na manhã deste domingo (19.11), cerca de dois mil participantes na 23ª edição da Corrida Homens do Mato. A prova contou com percursos de cinco e dez quilômetros por ruas e avenidas de Cuiabá, com largadas e chegadas no Quartel do Comando-Geral da PMMT.

A chuva que caiu durante a madrugada amenizou a temperatura, na manhã deste domingo, e animou os competidores que passaram pela prova, como a vendedora Maria Madalena Maia, de 44 anos, que lidera um grupo de corrida entre amigas. A competidora retornou às provas de rua após passar por uma cirurgia.

“Eu corro na Homens do Mato há mais de sete anos e hoje é meu retorno após ter que realizar uma cirurgia. Vou correr com muito amor e dedicação e aproveitar esse tempo bom para fazer o percurso de cinco quilômetros”, contou Maria.

Já Solange Zaneti, de 47 anos, participou pela primeira vez da corrida Homens do Mato e afirmou que estava surpresa com a organização da prova e o sucesso do evento.

“Estou adorando todo o evento, fui picada pelo bichinho da corrida de rua há seis meses e estou amando todo esse universo comecei”, afirmou.

Para as categorias adulto e PCDs os percursos foram de cinco e dez quilômetros distribuídos nos trechos que percorreram a Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), Centro Político Administrativo, Detran-MT, Parque das Águas e Tribunal Regional do Trabalho (TRT), finalizando dentro do Quartel do Comando-Geral.

O primeiro a completar o percurso de cinco quilômetros foi Fernando da Silva, de 44 anos, vencedor na categoria geral masculino, finalizando a prova em pouco mais de 20 minutos.

“Hoje o dia estava agradável, o tempo ajudou bastante e o percurso eu já conheço, já corri algumas vezes e hoje foi muito bom”, avaliou o corredor.

O comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel Alexandre Corrêa Mendes, também participou da prova e destacou o papel da corrida em aproximar a PMMT da sociedade mato-grossense.

“Essa corrida já está marcada no calendário do Estado e a cada ano temos mais participações e inovações. Hoje fomos agraciados com um clima agradável, que proporcionou uma boa realização da prova para nossos competidores, além de um momento de confraternização entre família, amigos e colaboradores da Polícia Militar”, enfatizou.

Neste ano, a Corrida Homens do Mato chamou a atenção para a conscientização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), em suas camisetas, medalhas e durante todo o evento.

A psicóloga Carla Campos, que trabalha exclusivamente com o desenvolvimento de pessoas autistas, elogiou o trabalho da Polícia Militar em dar voz a este tema.

“Esta iniciativa da Polícia Militar é muito importante para se pensar no autista como um cidadão de uma forma geral e com todas as suas necessidades. A pessoa com autismo também faz parte desse grupo e precisa de todas as suas adaptações para conseguir participar dos eventos da comunidade e isso vimos aqui hoje, com a realização desse grande trabalho da PMMT”, finalizou.

Corrida kids

Na tarde de sábado (18.11), foi a vez das crianças de quatro a 12 anos cumprirem o desafio na 2ª edição da Corrida Homens do Mato Kids. Mais de 100 crianças participaram da prova que teve percurso dentro do Quartel do Comando-Geral da PMMT com obstáculos e muita interação e confraternização para o público infantil.

O subtenente Marcelo Lacerda da Mata, levou toda sua família e seus filhos para participarem da prova, entre eles o pequeno Artur Máximo, de sete anos, que é autista, e destacou a inclusão e atenção dos organizadores da prova. “É uma prova, com percurso bem organizado e vi isso pessoalmente, pois acompanhei meus filhos no trajeto. O que vimos aqui foi algo além da competição, mas sim muita superação de todos”, destacou.

Um dos filhos do subtenente, Antonio da Mata, de 10 anos, comemorou ter conseguido terminar a prova e passar pelos obstáculos do percurso. “Achei muito legal, passei por todos os desafios do percurso e ainda ganhei uma medalha”, completou.

Fonte: PMMT

Deixe um comentário