Kássio desafia o PRD a eleger vereadores e alfineta os dirigentes: “tem que sair da sombra dos outros”

0
49
Foto: Assessoria
CAMARA VG

Após iniciar as discussões para a criação do PRD, o vereador Kássio Coelho rebateu as declarações do presidente regional da sigla que é formada pela fusão do PTB com o Patriota, Mauro Carvalho. O suplente de senador amenizou o fato de o parlamentar não ter permanecido no cargo e anunciou que levaria consigo um grupo de até 60 lideranças de Cuiabá e Várzea Grande.

Ao analisar a declaração de Carvalho, Kássio disse que é normal que haja divergências partidárias, mas que cada líder deve ter a sua autonomia e não construir a sua carreira à sombra de outra pessoa.
A política é isso, um partido com pessoas que mudam como uma camiseta. Cada um deve construir o seu espaço, sair da sombra dos outros e criar uma independência. “Naveguei independente, acreditando no meu próprio projeto”, disse.

Após meses de negociações com Kássio em Mato Grosso, a direção estadual do PRD foi delegada a Carvalho, após o governador Mauro Mendes (União) ter mantido uma conversa com o presidente nacional da sigla, Ovasco Resende.

O compadre Mauro assumiu a legenda e desbloqueou todas as articulações apresentadas por Kássio, afastando até mesmo os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco e Júlio Campos, que haviam anunciado a saída do União Brasil.

Kássio está empenhado em conversas mais aprofundadas com o Patriota e, recentemente, desafiou a direção do Partido Republicano a eleger vereadores na capital, no pleito de outubro.

“Vamos apurar, quando as urnas forem abertas, o número de vereadores que o PRD trará para a Câmara”, disse.

 

 

Fonte: Informações/ Olhardireto