A seguir, estão os nomes dos 23 alvos de mandados de prisão em uma operação de combate ao tráfico na capital

0
246
Foto: Reprodução
CAMARA VG

O Olhar Direto teve acesso aos nomes dos alvos da terceira fase da Operação Doce Amargo III, que foi iniciada pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes de Cuiabá (DRE) nesta terça-feira (5), que tem como alvo traficantes de drogas sintéticas que atuam na região metropolitana de Cuiabá. São 151 ordens judiciais, sendo 43 de prisão preventiva, 54 de busca e apreensão e mais 54 para o bloqueio de contas.

Como apurado pela reportagem, entre os alvos estão uma funcionária da Assembleia Legislativa do Mato Grosso e um advogado.

Os mandados judiciais foram expedidos pelo Núcleo de Inquéritos Policiais (Nipo) de Cuiabá, após uma representação por medidas cautelares elaborada pelos delegados da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), com base nas investigações realizadas pelas equipes policiais especializadas. De acordo com o delegado Gutemberg Lucena, a operação segue as investigações da Operação Doce Amargo, incluindo os mesmos alvos das outras etapas.

De acordo com os delegados da DRE, a maioria dos alvos são jovens de classe médiaalta, incluindo os estudantes de medicina. Afirmou que as pessoas que estão abastecidas, com bons empregos, fazem parte de grupos criminosos.

Uma das formas mais comuns de tráfico de drogas sintéticas é o rateio para a aquisição em maior quantidade dos entorpecentes. Dado o alto valor, os criminosos continuam a distribuir entre outros pequenos traficantes, que vendiam as drogas em festas ou por meio de delivery.

Alguns dos alvos desta fase da Operação Doce Amargo estão vinculados à facção criminosa Comando Vermelho, sediada em Mato Grosso. Apesar disso, os delegados ainda não têm todas as informações sobre os presos, uma vez que a operação foi dispersa para ser cumprida em diversas delegacias.

As equipes ainda cumprem os mandados, logo, as ordens de prisão cumpridas fazem parte do balanço parcial. Além disso, foram encontradas três armas de fogo, quase 20 mil reais em espécie e uma grande variedade de drogas, como maconha, LSD, pasta base de cocaína, ecstasy e cogumelos alucinógenos.

A operação tem como alvos as cidades de Cuiabá e Várzea Grande, além de Cáceres. Em todo o território metropolitano, cerca de 20 bairros fazem parte das rondas para cumprir ordens, incluindo os nobres, como Duque de Caxias.

A seguir, os nomes:

Tiago Antunes Couto

Abderson Rodrigo Gois

Yghor Alves Maiolino

Gianlucca Augusto

André Eduardo Andrade
Natália Cristina de Oliveira Guimarães

Felipe Matheus Celestino

Lucas Mendes Rios

José Almerio Queiroz

Rodrigo Moreira Figueiredo

Everton Oliveira Silva

Janesleia da Silva

Gustavo Borges Ofugi

Felipe Matheus Celestino Ayres

Leonardo Lotufo Muller

Maria Eduarda Aquino da Costa

Renata Laila Silva

Mauro Roberto de Sousa Espinosa

Maicon Douglas Guimarães

Iura Maciel de Oliveira

Gabriela Ledur Gomes

Jimi Hendrix Alves

Felipe Sartori

 

 

Fonte: Informações/ Olhardireto