Curso de capacitação para o emprego de cães em operações forma 26


0

O 3° Curso de Cinotecnia da Polícia Militar formou 26 policiais militares na tarde desta segunda-feira (17), no auditório do Comando Geral da Polícia Militar. Os formandos foram capacitados para o emprego de cães em operações de segurança pública.

O curso durou 30 dias, com total de 320 horas-aula e contou com militares, civis e agentes prisionais. Participaram policiais do Grupo de Fronteira (Gefron), do Batalhão de Operações Especiais (Bope), de cinco Comandos Regionais da Polícia Militar (PM-MT), além da Polícia Civil (PJC) e do Serviço de Operações Especiais (SOE) do Sistema Prisional de Mato Grosso.

O Comandante do Bope, coronel Ronaldo Roque, afirmou que o curso é mais uma especialidade que auxilia nas atividades militares. De acordo com ele, os cães são essenciais para executar as missões. “O cão oferece uma diversidade de emprego, ele pode atuar nas missões que executamos. Empregá-los nas operações de busca, captura, podem atuar na questão de faro de entorpecentes, na ação anti-bombas de explosivos, entre outras”.

O tenente PM, Luiz Suarez que participou do curso, explicou que a capacitação acompanha o projeto do 5° Comando Regional em Barra do Garças tem para implantar um canil na região. “Nosso projeto é trabalhar com canil para ter maior controle de tráfico e entorpecentes em nossa região, principalmente por se tratar de um lugar de divisa de estado”.

Foram realizadas aulas de teóricas sobre legislação, anatomia, comportamento, psicologia e fisiologia canina. Os alunos também tiveram aulas práticas simulando operações especiais de buscas a foragidos, drogas, entre outras ocorrências policiais.

Deixe um comentário