Rivalidade entre grupos criminosos gerou morte de homem de 25 anos e de bebê que ele carregava


0
Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Olhar Direto

O delegado Thiago Damasceno, da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá), afirmou que o crime que matou um bebê de um ano e dez meses e um homem de 25 anos, na noite de domingo (23), teria sido motivado por rivalidade entre grupos criminosos, já que uma das vítima era suspeita de integrar uma organização criminosa.

Segundo o delegado Damasceno, a vítima de 25 anos, identificada como Paulo Fabrício Ortega Guimarães, já possuía várias passagens pela polícia. No momento do crime, Paulo, o bebê e uma adolescente de 17 anos, estavam em uma moto quando um carro branco teria se aproximado e um homem disparou contra eles com uma pistola calibre 380.
O bebê e o jovem foram atingidos na cabeça e morreram ainda no local. A adolescente seria babá da criança e a mãe do bebê não foi identificada. A garota teve ferimentos no pé, mas não corre risco de morte.
De acordo com o delegado Damasceno, a jovem ainda não prestou depoimento oficial, mas a investigação está avançada e já se sabe que foi uma ação de duas pessoas. Ele afirmou que o caso foi de execução porque os suspeitos ainda retornaram à cena do crime para conferir se Paulo estaria mesmo morto e não atacaram a adolescente novamente.

Deixe um comentário