Emanuel anuncia novo secretário e mais de 20 obras urbanísticas

0
197
Reprodução
ALMT TRANSPARENCIA

Midia News

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) oficializou, na tarde terça-feira (1º), a nomeação do titular da Secretaria Extraordinária Cuiabá 300 anos (Sec 300) e o anúncio de mais de 20 obras para a Capital.

Em um evento no auditório do Palácio Alencastro, o peemedebista nomeou Junior Leite como o titular da nova Pasta. Leite era, até então, o secretário-adjunto de Cultura.

Sua missão será coordenar e acompanhar a execução de projetos ligados à preparação da Cuiabá dos 300 anos, que serão comemorados em 8 de abril de 2019.

Entre os projetos, estão a reestruturação do Mercado do Porto e do Mercado Municipal, a implantação de 10 novos parques na Capital, reestruturação do Horto Florestal, uma trincheira no Jardim Itália e um viaduto na Beira Rio, próximo à ponte Sérgio Motta. No Morro da Luz, o prefeito pretende implantar uma torre com um restaurante giratório e com vista para toda a Capital.

Além disso, outros projetos devem ser entregues já nas próximas semanas, como um relógio que ficará na Avenida Mato Grosso e fará a contagem regressiva para o aniversário da Capital. Haverá ainda um “City Tour”, para visitação em pontos turísticos.

Emanuel diz que as obras serão entregues até o final de seu mandato. Ao todo, somam quase R$ 500 milhões.

Grande parte dos planos será viabilizada por meio de emendas parlamentares, com apoio da bancada federal de Mato Grosso em Brasília, além de recursos do Governo Federal, por meio de seus ministérios.

Alguns devem receber recursos do caixa da Prefeitura. Outros, como o relógio que fará a contagem regressiva, foi uma espécie de “presente” da iniciativa privada.

Alair Ribeiro/MidiaNews

Emanuel Pinheiro - Sec 300

Prefeito de Cuiabá anunciou projetos para o aniversário de 300 da Capital

“São obras, são sonhos e precisamos sonhar. Algumas são obras grandiosas, como o Mercado do Porto, que já tem recurso alocado. Existem outras, como o Caminho das Igrejas, que custam R$ 54 milhões. Esse valor não é nada para o Ministério do Turismo. O que temos que fazer é ir buscar esses recursos, seja com ajuda dos nossos vereadores ou com o prestígio do prefeito”, disse o novo secretário.

Crise política

O prefeito disse não temer que a crise política vivida em Brasília, com a possiblidade de afastamento do presidente Michel Temer (PMDB), possa atrapalhar a liberação das emendas para bancar os projetos.

“Não temo isso. A crise de Brasília não vai impactar os 300 anos de Cuiabá. Estamos articulando apoio da bancada. Veja aí a obra do Pronto-Socorro, em que já conseguimos os equipamentos com emendas parlamentares”, afirmou.

“Tenho certeza que o ápice da crise já passou. Daqui para frente teremos eleições gerais no ano que vem. E o ano dos 300 anos será um ano de grande colheita. Por isso quero preparar nossa cidade para esse momento”, disse.

O prefeito disse que irá se empenhar para que as obras saiam do papel e que a Sec 300 não termine como a Secopa, última secretária extraordinária criada para tocar obras no Estado.

“Vou colocar toda minha energia na concretização desses projetos. Muitos já são realidades e vão ser entregues daqui a pouco tempo. Outros estão sendo trabalhados para serem liberados, entregues. E outros estão sendo criados ainda. Então, existe um momento muito bom, positivo, ufanista, auspicioso para se pensar na Cuiabá do futuro, dos 300 anos. Vamos agarrar pelos cabelos essa oportunidade que é única e vamos tornar realidade o nosso sonho”, afirmou.

A sede

A Pasta está funcionando no mesmo andar em que fica a Secretaria de Cultura, no Alencastro. Entretanto, Emanuel quer remanejá-la para o prédio que abriga a sede da Secretaria de Cultura, na Avenida José Monteiro de Figueiredo, a antiga Lavapés, no Bairro Duque de Caxias, em Cuiabá.

Para tanto, o peemedebista deverá notificar o secretário Leandro Carvalho para que desocupe o prédio (leia mais AQUI).

Emanuel, entretanto, preferiu não fazer comentários sobre o assunto.

“Se depender de mim, será lá. Mas é uma situação desagradável que quero resolver da melhor forma. Em breve vamos anunciar. Enquanto isso funcionará no meu gabinete”, desconversou.

Opiniões divergentes

A criação da Sec 300 anos gerou críticas por parte de membros da sociedade civil e uma petição online chegou a colher assinaturas para que o prefeito revogasse a estrutura.

O movimento criado na internet afirma que a Sec 300 serviria como “cabide de empregos”.

O prefeito, por sua vez, afirmou ter recebido apoios empresariais, institucionais e do movimento comunitário pela instalação da nova estrutura.

A nova Pasta terá 16 cargos, com salários que variam de R$ 3.991,35 a R$ 12.916,96. Somadas, as remunerações totalizam um gasto de pouco mais de R$ 1,2 milhão ao ano (já acrescido o 13º salário).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here