Parlamentares aprovam requerimentos, projetos de resolução e indicações

0
264
Foto: JLSiqueira/ALMT
CAMARA VG

Os deputados aprovaram projetos de resolução durante a segunda sessão plenária desde o retorno do recesso parlamentar. Foram aprovados a concessão de títulos de cidadania mato-grossense e comendas, requerimentos, indicações e moções apresentadas pelos parlamentares na tarde desta quarta-feira (8).

Com o registro de 15 deputados no painel, a sessão foi marcada pela discussão entre oposição e base do governo estadual sobre os problemas com relação a saúde pública e educação e sobre as investigações com relação ao suposto esquema de espionagem clandestina no estado, através de supostos grampos telefônicos.

O deputado de oposição Zeca Viana (PDT) puxou o debate ao falar sobre a falta de merenda para os alunos em algumas escolas estaduais e depois voltou a pedir que "os grampos ilegais não sejam esquecidos". Em seu discurso, Viana destacou a atuação do desembargador Orlando Perri para que o processo tenha andamento e sejam apurados os responsáveis pelas escutas clandestinas.

Os deputados Valdir Barranco (PT) e Janaina Riva (PMDB), também oposicionistas, endossaram o discurso de Zeca Viana. “Não podemos deixar os grampos caírem no esquecimento. Um esquema como esse não pode passar impune. Se não fosse o desembargador Orlando Perri, esse caso já estaria arquivado”, destacou Viana.

O vice-líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Dr. Leonardo (PSD), enfatizou a importância das investigações em andamento e que revelaram crimes de corrupção confessados por ex-gestores estaduais. “O ex-governador afirmou em depoimento que havia uma quadrilha instituída no estado e que ele era o chefe. Isso não podemos esquecer, os verdadeiros corruptos desse estado estão presos ou sendo investigados. Existem problemas, como na área da saúde, mas precisamos nos unir para buscar soluções”, afirmou Dr. Leonardo.

Homenagens – O deputado José Domingos Fraga (PSD) utilizou a tribuna para prestar condolências pela morte do engenheiro da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Transportes (Sinfra), Adelcio Batista Queiroz, de 67 anos. O engenheiro atuou por 39 anos na Sinfra e, de acordo com o Zé Domingos, possuía “espírito de bandeirante”, por seu compromisso com o desenvolvimento do estado.

O deputado José Domingos propôs que um trecho da MT-251, na região do Araguaia, receba o nome de Adelcio Batista. “Como homenagem, indico que o trecho da MT-251, entre Nova Xavantina e Campinápolis, receba o nome deste grande brasileiro e mato-grossense que tantos serviços prestou ao nosso estado”.

Também foi aprovada a moção de pesar pela morte de Doralice Campo, mãe da servidora da Assembleia Legislativa Waleska Cardoso.

O deputado Dr. Leonardo também utilizou a tribuna para solicitar a concessão de título cidadão mato-grossense ao coronel Luiz Fernando Barganha que, em razão da profissão, está sendo transferido para outro estado.

Ainda foram concedidos outros cinco títulos de cidadania mato-grossense e a “Comenda Desbravador Migrante Norberto Schwantes” a outras cinco pessoas.

 

Para ver mais fotos da sessão, acesse aqui

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here