Protesto pedirá saída do prefeito Emanuel Pinheiro

0
486
Foto: Reprodução
CAMARA VG

O Documento

Moradores de Cuiabá se reunirão nessa terça-feira (28), a partir das 7h, em frente a Câmara Municipal de Cuiabá, para protestar contra a corrupção, escancarada nos vídeos divulgados pela Rede Globo de Televisão e entregues pelo ex-governador Silval Barbosa ao Ministério Público Federal (MPF) por meio do acordo de delação premiada.

A mobilização popular é capitaneada pelos vereadores Felipe Wellaton (PV) e Marcelo Bussiki (PSB), após a divulgação em rede nacional das imagens do atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) embolsando maços de dinheiro e escondendo nos bolsos do paletó no gabinete do ex-governador Silval Barbosa. Na época, Pinheiro era deputado estadual pelo mesmo partido do ex-governador, que afirmou em depoimento ter pago propina para obter apoio parlamentar.

“Os fatos divulgados envergonharam o povo de Mato Grosso. (…) A sociedade espera de nós, representantes eleitos, coragem e determinação nesta batalha. (…) Não podemos reproduzir a impunidade”, comentou Wellaton em sua rede social.  Ele defendeu a apuração dos fatos e o julgamento do prefeito pelo Legislativo municipal. “É incompatível ao decoro do cargo esse tipo de atitude. Se comprovado a acusação, no caso recebimento da propina, defendo a cassação do mandato”, manifestou. O vídeo no qual o vereador condena a atitude do atual prefeito foi visto por 35 mil internautas.

O vereador Marcelo Bussiki também convocou a população para aderir ao protesto nesta terça (28) e apoiou a implantação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), já batizada de CPI do Paletó, que já tem apoio de seis vereadores. “É fundamental que neste momento os vereadores ouçam o clamor da absoluta maioria da população cuiabana, que exige explicações e não quer a cadeira de prefeito de Cuiabá manchada pela corrupção”, comentou em sua rede social. 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here