Silval determinou contratação da empresa de Riva para obras do VLT e Janete é apontada como ‘testa de ferro’

0
289
Foto: Reprodução
ALMT TRANSPARENCIA

Olhar Direto

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) José Geraldo Riva teria pedido para que o ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa determinasse que o Consórcio CR Almeida subcontratasse a empresa Multimetal Engenharia de Estruturas, da qual o próprio Riva seria sócio oculto por intermédio de um ‘contrato de gaveta’ da sua esposa Janete Gomes Riva, apontada como ‘testa de ferro’ do ex-deputado estadual. Ao todo, a Multimetal teria recebido R$ 11.500.000,00 pelos serviços prestados.

Segundo as declarações de Silval Barbosa, Riva teria pedido para que ele, na condição de governador, intercedesse para que o consórcio subcontratasse a Multimetal, o que foi acatado: “À época, José Geraldo Riva era deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, e a manobra revelada por Silval Barbosa certamente tinha relação com as funções por eles exercidas”, aponta a Polícia Federal (PF)
 
Provas colhidas pela PF revelaram que Janete Riva adquiriu 40% da Multimetal (à época, Baggio e Cia LTDA), desde o final do ano de 2010, mediante pagamento de R$ 3,5 milhões que foram divididos em cinco parcelas de R$ 700 mil (setecentos mil reais), conforme "contrato de gaveta" apreendido durante uma operação.
 
Mesmo com 40% da empresa, o nome de Janete não constava do quadro societário. Isso, para os procuradores, evidencia que a esposa do ex-deputado seria apenas "testa de ferro" dele, que seria o verdadeiro sócio oculto da Multimetal. Vale lembrar que Riva foi um forte defensor da mudança do Bus Rapid Transit (BRT) para o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).
 
A PF indica, por fim, que existem ainda suspeitas que pesam sobre a empresa mencionadas, sendo elas: a identificação de movimentações atípicas relacionadas aos sócios (pessoas físicas) e identificação de operações atípicas consignadas pelo COAF no mesmo relatório de inteligência financeira. Por conta disto, foi expedido um mandado de busca e apreensão na sede da Multimetal, que hoje se chama Industria Metalúrgica BL Steel LTDA, cumprido nesta quarta-feira (09).
 
Operação Descarilho
 
As obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), em vias de serem retomadas com a proximidade de acordo entre Consórcio e Governo, voltaram às páginas policiais na manhã desta quarta-feira (9), com a operação Descarrilho, deflagrada pela Polícia Federal, na qual são apuradas possíveis irregularidades na escolha do modal para operar na região metropolitana de Cuiabá. Entre os alvos da operação está o ex-secretário da Secopa Maurício Guimarães, conduzido coercitivamente.
 
A ação apura os crimes de fraude a procedimento licitatório, associação criminosa, corrupção ativa e passiva, peculato e lavagem de capitais, em tese ocorridos durante a escolha do modal VLT e sua execução na Capital de Mato Grosso.
 
Foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão, sendo 10 em Cuiabá (MT), um em Várzea Grande (MT), um em Belo Horizonte (MG), um no Rio de Janeiro (RJ), um em Petrópolis (RJ), dois em São Paulo (SP) e dois em Curitiba (PR).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here