Garcia rejeita assédio de Valtenir a grupo: “Não confiamos”

0
208
Foto: Alair Ribeiro/MidiaNews
CAMARA VG

Midia News

O deputado federal Fábio Garcia afirmou que o seu grupo político não irá aceitar as propostas do atual presidente do PSB em Mato Grosso, deputado federal Valtenir Pereira, para mantê-los filiados à sigla.

Conforme revelou o MidiaNews, Valtenir ofereceu viabilidade para que o deputado Adilton Sachetti dispute o Governo do Estado nas eleições de 2018. Além disso, tenta manter diálogo com o próprio Garcia e outros membros de seu grupo.

“Não há essa possibilidade. Nós não confiamos no deputado Valtenir para conduzir um processo com um grupo do tamanho do nosso. Aí é uma questão de confiança, e é difícil recuperar confiança depois que foi perdida”, afirmou.

A declaração do deputado foi dada em uma audiência pública na Assembleia Legislativa, nesta semana, da Valtenir também participava. Apesar disso, os parlamentares sequer se cumprimentaram.

“Não podemos colocar um grupo desse tamanho, um projeto político trabalhado há tanto tempo, na mão de uma pessoa que, ao longo do tempo, demonstrou não ser uma pessoa confiável”, disse.

“E posso citar diversos exemplos de ações e atitudes do deputado que impedem o nosso grupo de confiar. Por exemplo, quando o Mauro Mendes foi eleito prefeito de Cuiabá, Valtenir levou dois dos três vereadores do partido para apoiar o ex-vereador João Emanuel. Essa era uma candidatura de oposição ao prefeito. É como se estivéssemos dormindo com o inimigo. E você recuperar a confiança depois de atitudes como esta é muito complicado”, afirmou.

Mesmo dialogando com outras siglas para eventual filiação, Fábio Garcia disse manter esperança de que possam permanecer no PSB. A condição, entretanto, é que Valtenir deixe a presidência regional do partido.

“Eu recorri à Justiça. Não sei o que vai sair lá. Temos ainda a eleição para presidente nacional do PSB, em outubro, e precisamos ver o direcionamento que o partido vai ter. Houve uma mudança muito grande naquilo que o Eduardo Campos [ex-governador de Pernambuco, morto em acidente aéreo] sonhava para o que está hoje. Então, tem muita água para passar por debaixo dessa ponte”, disse.

Conversas

Garcia e seu grupo estão em conversas adiantadas com o Democratas (DEM).

Em um café da manhã com o vice-presidente do DEM em Mato Grosso, Jaime Campos, este ofereceu viabilidade política para que Fábio dispute à Prefeitura de Cuiabá, nas eleições de 2020.

Ofereceu espaço também para o ex-prefeito da Capital, Mauro Mendes, na eleição do ano que vem.

Entretanto, caso a escolha seja realmente pelo DEM, nem todos do grupo devem migrar em conjunto.

É o caso do deputado estadual Oscar Bezerra, que enfrentaria resistência de militantes do partido em sua base eleitoral, a cidade de Juara (670 km a Médio-Norte de Cuiabá). Isso porque, lá também é a base do presidente regional do DEM, deputado Dilmar Dal’Bosco.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here