Com banheiro interditado, funcionários do Pronto Socorro são obrigados a usarem área externa para urinar

0
197
Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto
CAMARA VG

Olhar Direto

Funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços ao Pronto Socorro Municipal de Cuiabá denunciam as condições insalubres disponibilizadas para cerca de 200 funcionários que se veem obrigados a usar as áreas externas do local para fazerem as necessidades básicas como urinar e defecar. O sanitário que era utilizado está interditado para reforma a mais de 15 dias, entretanto “nenhum tijolo foi movido”, é o que conta um funcionário do local.

Dessa maneira, os trabalhadores estão se deslocando aos banheiros que são de uso ‘exclusivo’ dos médicos, mas segundo o trabalhador que pediu para ter seu nome resguardado, “Eles não gostam que frequentem os mesmos ambientes que eles”, explica.
 
Ao Olhar Direto, o rapaz relatou que desde que o banheiro foi interditado nenhuma outra ‘segunda opção’ foi destinada para os funcionários terceirizados. Diante disto os funcionários se veem obrigados a usar as áreas externas do Pronto Socorro para fazer as necessidades básicas, como o fundo de uma cozinha e as áreas mais escondidas, onde quase ninguém costuma frequentar.

O funcionário que conversou com a reportagem não quis se identificar. Ele teme que caso seja identificado, ele e outros colegas possam ser demitidos.
 
Outro lado
 
A reportagem  do Olhar Direto entrou em contato a assessoria de imprensa da Secretária Municipal de Saúde que informou que vários setores estão passando por reformas a fim de melhorar a estrutura física da rede pública de Saúde, oferecendo um serviço de qualidade, humanizado e inclusivo para usuários e trabalhadores da Saúde.
 
A respeito de uma ‘segunda opção’ para os funcionários que estão sofrendo com a interdição do banheiro, a reportagem não obteve resposta.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here