Por insegurança no presídio de Sinop, juiz transfere assassino de mãe e filhas para Cuiabá

0
11
Foto: Reprodução
CAMARA VG
ALMT
BANNER BAÇANCO CAMARA VG

O  juiz Walter Tomaz da Costa, do Juizado Especial Cível e Criminal de Sinop, determinou nesta quarta-feira (29) a transferência de Gilberto Rodrigues dos Anjos do presídio “Ferrugem”, em Sinop, para a Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. Em sua decisão, o magistrado citou falta de segurança na unidade prisional do interior e encaminhou o acusado para a PCE.

Segundo informações apuradas pelo Olhar Direto, ele chegou às 17h na Capital. Acusado de matar uma mãe e a 3 filhas dela entre sexta (24) e sábado (25), em Sorriso (420 km de Cuiabá), Gilberto está dentro da raia 8 da PCE. Neste mesmo espaço, ele toma banho de sol duas horas por dia e ainda tem direito a quatro refeições diárias. Ele está isolado numa área de segurança máxima.

Nesta terça (28), o secretário estadual de Segurança Pública, coronel da Polícia Militar César Roveri, voltou a comentar sobre o crime que vitimou mãe e três filhas na última. Em conversa com a imprensa nesta terça-feira (28), Roveri defende a reformulação das leis penais, principalmente para casos violentos como este.

Sobre os assassinatos de Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos, Miliane Calvi Cardoso, de 19 anos, Manuela Calvi Cardoso, de 13 anos, e Melissa Calvi Cardoso, de 10 anos, que são veladas nesta terça-feira, o secretário reforçou a resposta rápida das Forças de Segurança de Sorriso, que capturaram o suspeito na manhã de segunda-feira (27), logo após a descoberta dos corpos.

“É um crime muito bárbaro. A gente procura nem comentar sobre ele, em respeito à família e à cidade de Sorriso também, mas o importante é que a Segurança Pública está fazendo o seu papel e cumprindo seu trabalho. E demos a resposta em tempo hábil”, disse o coronel da PM.

O caso

O delegado da Polícia Civil, Bruno França, afirmou que o suspeito teria premeditado o crime e o classificou como “predador sexual”. Ele trabalhava na obra de uma casa vizinha das vítimas.

Ele invadiu a casa das vítimas na noite de sexta. No momento que agonizavam após as facadas, estuprou a mãe e duas filhas. Os corpos foram encontrados somente nesta segunda-feira (27), mesmo dia em que o suspeito foi preso na obra com peças íntimas das vítimas.

A mãe e a filha de 19 anos foram encontradas mortas no corredor. Já as demais crianças, de 13 e 10 anos, foram encontradas sem vida, uma em cada quarto.

 

 

Fonte: Olharjuridico

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here