Professores da UFMT lançam livro sobre como erradicar trabalho escravo contemporâneo


0
Reprodução

A professora de direito da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Carla Reita,  e o professor Luís Leão, do Instituto de Saúde Coletiva, lançaram nesta semana o livro “Novos Caminhos Para Erradicar o Trabalho Escravo Contemporâneo”, pela editora CRV. A obra será disponibilizada gratuitamente em forma de e-book.

O livro é organizado por ambos os professores e começou a ser construído em 2019, resultado de um seminário de comemoração de 10 anos do Projeto Ação Integrada (PAI), parceria da UFMT, Ministério Público do Trabalho e Superintendência do Trabalho. O projeto já qualificou mais de mil egressos do trabalho com cursos referentes à área da engenharia civil.

“[O livro busca] novas alternativas, seja via atuação das universidades, através de atuação nas comunidades vulneráveis com agroecologia, educação. Vários autores contribuíram com capítulos para esse livro. Ficou algo bem legal, fruto desse projeto de extensão. Trabalhamos com pesquisa sobre trabalho escravo e também com extensão, com a comunidade”, explica ao Olhar Conceito.

Os convidados do seminário foram pessoas de diversas regiões do Brasil, como também um palestrante da Inglaterra. Contribuem: Paulo Gilvane Lopes Pena, Franciléia Paula de Castro, Lucineia Miranda de Freitas, Natália Suzuki, Thiago Casteli, Patrícia Trindade Maranhão Costa, Marluce Souza e Silva, Patricia Rosalina da Silva, Carla Reita Faria Leal, Gabriela de Andrade Nogueira Gonçalves, Dulcely Silva Franco, Amarildo Borges de Oliveira, Edir Antonia de Almeida, Carlos Henrique Borlido Haddad e Lívia Mendes Moreira Miraglia.

“A gente qualifica trabalhadores egressos do trabalho escravo e comunidades vulneráveis ao trabalho escravo. Já qualificamos mais de mil trabalhadores com cursos de operador de máquinas, pintor, eletricista, pedreiro com os parceiros, Senai e Senac. Esse projeto, como disse a você, mais de mil trabalhadores passaram por ele e começou 10 anos em 2019. Para comemorar, fizemos um seminário com convidados de todo o Brasil e uma da Inglaterra”.

Fonte: Olhar Direto – José Lucas Salvani

Deixe um comentário