Cuiabá chega a dois meses sem vitória; jejum é o maior da história do clube

Última vez que o Dourado venceu nesta temporada foi ainda no estadual, e seca já perdura por dez jogos

0
Reprodução

O Cuiabá chegou, nesta sexta-feira, à marca de dois meses sem vencer. No total, são dez partidas sem conhecer uma vitória, maior jejum da história do clube em sua era profissional, iniciada a partir de 2003.

A última vez que o Cuiabá triunfou na temporada foi no dia 16 de maio, quando superou o Operário-VG por 2 a 1 pela primeira final do Campeonato Mato-grossense. Neste período de seca de vitórias, são sete empates e três derrotas.

O maior jejum do Dourado havia sido em 2017. Foram oito jogos sem vencer entre o estadual e a Série C do Brasileiro daquele ano, com seis empates e duas derrotas, conforme aponta levantamento do historiador Sérgio Santos.

O comando técnico da equipe foi o mais afetado nesses dois meses. Alberto Valentim iniciou o trabalho no Brasileirão, mas durou apenas na estreia. Acabou demitido após empate em 2 a 2 contra o Juventude. O auxiliar fixo do clube, Luiz Fernando Iubel, assumiu interinamente e comandou o Cuiabá em seis rodadas, dando lugar a Jorginho, escolhido para livrar o time do rebaixamento.

Outras duas equipes também não venceram no Brasileirão: Chapecoense e Grêmio. No entanto, o time catarinense venceu pela última vez no dia 6 de junho, contra o ABC, pela Copa do Brasil. Os gaúchos bateram a LDU, do Equador, na última terça-feira, pela Sul-Americana.

Com isso, o jejum de vitórias do Cuiabá é o maior entre os times da elite – vale lembrar que a equipe tem dois jogos a menos do que a maioria dos times da Série A. Nestes dois meses, o Dourado marcou oito gols e sofreu 12, e tem aproveitamento de 23,33% no geral do período e 22,2% no Brasileirão.

O Cuiabá tem mais um desafio em busca da primeira vitória no Brasileirão para colocar fim à seca no próximo domingo, contra a Chapecoense, às 10h (de MT), na Arena Condá, pela 12ª rodada da competição.

Fonte: GE.GLOBO

Deixe um comentário