UFMT divulga novo cronograma do concurso da Sesp

Entre as alterações está a nova data de homologação do certame que deverá ser em 30 de novembro

0
Reprodução

Após decisões judiciais, a UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) divulgou nessa quarta-feira (8) o novo cronograma para os editais do concurso promovido pela Sesp (Secretaria Estadual de Segurança Pública), organizado pela instituição de ensino.

Entre as alterações, que inclui a realização de um novo Teste de Aptidão Física para alguns candidatos, está a nova data de homologação do certame que deverá ser em 30 de novembro.

O concurso preencherá vagas para o Corpo de Bombeiros e para as Polícias Civil e Militar.

O certame estava suspenso por tempo indeterminado após denúncias de irregularidades apontadas por candidatos, além de várias ações que estão tramitando na Justiça contra a UFMT e a Sesp. Uma destas, inclusive, que teria gerado a suspensão do concurso.

A principal reclamação dos candidatos reprovados era de suspeita de fraude nas avaliações, sendo que alguns participantes poderiam ter sido beneficiados pelos avaliadores dos testes que foram realizados nos dias 6 e 7 de maio, no Centro de Treinamento da UFMT.

Uma ação foi movida pela DPU (Defensoria Pública da União) após candidatos pedirem imagens do TAF (Teste de Aptidão Física) e a UFMT, responsável pelo concurso, pediu prazo para fornecer as imagens à Justiça. De acordo com o cronograma, a previsão para disponibilização das imagens para consulta individual por candidato, mediante solicitação, deverá ser no dia 29 de junho.

A UFMT abrirá um novo prazo, entre os dias 30 de junho e 1º de julho, para interposição de recursos contra os resultados do TAF. O exame será reaplicado no dia 21 de julho, assim como os testes de aptidão específica, para os candidatos que tiveram recursos deferidos e para o cumprimento de decisões judiciais recebidas até o dia 20 de julho.

Com a mudança do cronograma, a tendência é de que os aprovados sejam convocados apenas no próximo ano. Inicialmente, o Governo do Estado tinha intenção de chamar até 1,2 mil aprovados ainda este ano, porém não será possível.

Fonte: Primeira Página

Deixe um comentário