Botelho nega que tenha intenção de esvaziar União caso saia do partido: ‘não estou indo atrás de ninguém’

0
10
Foto: Max Aguiar/Olhar Direto
CAMARA VG
ALMT
BANNER BAÇANCO CAMARA VG

O presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado Eduardo Botelho, negou que esteja influenciado membros dos União Brasil a sair do partido, caso decida migrar para o PSD, partido do ministro Carlos Fávaro.

Botelho comentou que, caso saia do União, vai sozinho e que as manifestações de outras lideranças são opiniões particulares.

“Eu não estou convidando ninguém para sair do partido. Não fiz campanha, não estou fazendo. Não vou fazer isso. Se sair, a princípio, vai ser só eu mesmo. Não chamei nenhum deputado, nem estou chamando, não estou indo atrás pra esvaziar o União”, destacou em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (27).

Lideranças do União estão revoltadas com a possibilidade de saída do deputado do partido e chegaram a ameaçar a deixar a sigla, provocando uma debandada.

O presidente do União em MT, governador Mauro Mendes, pediu que Botelho tentasse, mais uma vez, convencer o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia, a desistir de sua pré-candidatura a prefeito de Cuiabá no próximo ano, fazendo com que o parlamentar continuasse no União e encabeçasse o projeto.

Além de Botelho, o União Brasil também pode perder outra figura importante: o deputado estadual Dilmar Dal Bosco. Na última semana, Dilmar entregou uma carta ao governador com pedido de desfiliação, saída da liderança do governo na Assembleia Legislativa e liberação de todos seus cargos no Paiaguás.

Ao comentar sobre o assunto, Botelho disse que chegou a conversar com o colega no dia em que ele apresentou o documento ao presidente do partido, no entanto, alega que Dilmar não explicou os motivos para tomar a decisão.

 

 

Fonte: Olhardireto

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here