TJ revoga prisões de mais quatro réus por envolvimento no jogo do bicho; Arcanjo segue preso


0
Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Fonte: Olhar Direto

O desembargador Rui Ramos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), revogou na quinta-feira (15) a prisão de mais quatro acusados de participação no Jogo do Bicho em Mato Grosso, fatos revelados pela Operação Mantus.
 
A informação foi confirmada pela Assessoria de Imprensa do Poder Judiciário. João Arcanjo Ribeiro, apontado como um dos nomes que chefiavam o esquema, segue preso.
 
Membros da suposta organização criminosa Colibri, liderada por Arcanjo, foram soltos Augusto Matias Cruz, Paulo César Martins e Breno César Martins. Membro da suposta organização criminosa FMC, liderada por Frederico Muller Coutinho, recebeu liberdade Glaison Roberto Almeida da Cruz.
 
As decisões na quinta-feira (16) foram estabelecidas levando em conta pedidos de extensão em habeas corpus já deferidos. Medidas cautelares foram impostas, incluindo tornozeleira eletrônica e entrega de passaporte. 
 
Conforme o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), as duas organizações disputam espaço desde 2017. Total de 33 pessoas foram denunciadas.
 

Deixe um comentário