Riva fica calado em depoimento a CPI e vereador pede compartilhamento de delação


0
Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Fonte: Olhar Direto

O ex-deputado José Riva permaneceu em silêncio durante seu depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de Cuiabá que investiga o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), na manhã desta quarta-feira (3). O vereador Vinicius Hugueney (Solidariedade) fez um encaminhamento à CPI, para que seja solicitado ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) o compartilhamento do acordo de colaboração premiada firmado por Riva.

A defesa do ex-deputado José Riva, patrocinada pelos advogados  Almino Afonso Fernandes e Gustavo Lisboa Fernandes encaminhou na segunda-feira (1) um ofício à CPI comunicando a impossibilidade da realização do depoimento previsto para hoje.  Segundo os advogados, para falar sobre fatos delatados, Riva precisa ser autorizado pelo desembargador Marcos Machado, do TJMT, responsável por homologar o acordo.

Apesar do pedido da defesa o depoimento de hoje (3), não foi suspenso, porém, o ex-deputado permaneceu em silêncio. O vereador Vinicius Hugueney então fez um requerimento para que a CPI solicite o compartilhamento da delação.

“Fizemos um encaminhamento para a CPI, pedindo que a faça uma solicitação de compartilhamento da delação do ex-deputado Riva, para que a CPI possa dar uma conferida e ajudar no andamento, na parte onde encaixa a CPI. Porque o que está sendo investigado, lá no TJ, se tiver alguma coisa [relevante ao que é apurado na Câmara], encaminha para a CPI”, disse o vereador.

A Câmara Municipal de Cuiabá havia argumentado que não haveria empecilho ou ilegalidade na colheita do depoimento já que “a investigação que tramita nesta CPI é autônoma e independente da investigação ou a colaboração premiada firmada com o MP e consequentemente homologada pelo Poder Judiciário”. Mesmo assim o ex-deputado preferiu não falar. Vinicius Hugueney ainda sugeriu pedido de autorização para que Riva seja ouvido novamente.

“Com o compartilhamento da delação, se tiver algo que possa ajudar, eu acredito que vai fortalecer o andamento da CPI. E junto nesse pedido há pedido de autorização para que o Riva possa depor, em um segundo momento”.

Deixe um comentário