Moradores pressionam Governo contra instalação de IML em bairro de Cuiabá; Estado avalia mudança


0
Reprodução

Associações de moradores da região do Moinho, em Cuiabá, se reuniram na tarde desta quinta-feira (25) com o secretário de Estado de Cidades, Wilson Santos, e o secretário de Segurança Pública, Eduardo Garcia, além de outros representantes do Executivo Estadual e Municipal para discutir a abertura do Instituto Médico Legal (IML), no bairro Jardim Universitário. Eles são radicalmente contra a instalação. O primeiro encontro oficial dos moradores com representantes do Governo, aconteceu na sede da Secretária de Estado e Segurança Pública (Sesp).

O presidente da Associação dos Moradores do bairro Recanto dos Pássaros, Ronald Muzzi, disse ao Olhar Direto que na reunião ficou acordado que as associações devem formalizar suas exigências, para que o Governo possa avaliar.  
 
A presidente da Associação de Moradores do bairro Jardim Imperial, Eunice Monteiro, participou do encontro e também se posicionou.  “A planta que foi feita lá tem seis anos, foi feita como salas comerciais e praça de alimentação. De um ano para cá, começaram a mudar. Nos da região somos contra, pela questão de impacto ambiental e impacto na vizinhança”, disse.
 
Ronald também aponta um dos fatores que levaram os moradores a serem contra a execução do local. “Primeiro está sendo feito sem transparência. Foi apresentado para nós da comunidade local, impacto ambiental, mobilidade urbana. Próximo tem uma rede de abastecimento de água, corremos o risco de vazamento e contaminação. Uma serie de coisas que ninguém sentou para conversar com a gente”, argumentou.
 
De acordo com a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), o sistema de Tratamento de Esgoto segue os parâmetros exigidos pela Resolução Conama 430, que dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes. O local possui as licenças ambientais e de impacto. De acordo com a assessoria, a obra foi autorizada pela prefeitura com o alvará de localização e atividade.
 
Por meio de nota, a Sesp dissse que está aberta ao diálogo. Veja na íntegra: 
 

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) esclarece que está aberta ao diálogo sobre a possível instalação da nova sede do Instituto Médico Legal (IML) no bairro Jardim Universitário, em Cuiabá. Este posicionamento, inclusive, foi reafirmado à comissão de moradores da região do Moinho, durante reunião realizada nesta quinta-feira (25.01). Os integrantes da comissão, que também conta com a participação de vereadores da Capital, foram recebidos pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Oliveira.

Além disso, a Secretaria ressalta que ainda não há contrato de locação firmado com o proprietário do imóvel. A Sesp assegura, ainda, que está à disposição para discutir com a população local todas as questões relacionadas a viabilidade do empreendimento apresentadas na reunião, das quais serão formalizadas por ofício.

Participaram da reunião o secretário das Cidades, Wilson Santos, vereadores Juca do Guaraná, Misael Galvão, Luiz Carlos, representante do Conseg, da secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Cuiabá, entre outros.

Deixe um comentário